Senador Aécio Neves quer efeitos de reforma política somente para 2018.

0
11

O senador Aécio Neves apresentou, em coletiva de imprensa nesta terça-feira 9, um projeto de reforma política do PSDB focado em seis temas: voto distrital, fim das coligações proporcionais, suplência de senador, cláusula de desempenho, contabilidade do tempo de TV de acordo com chapas majoritárias e o fim da releição, com mandatos de cinco anos para cargos do Executivo.

Segundo o parlamentar, que falou na sede da Executiva Nacional do partido, em Brasília, as propostas são “uma contribuição objetiva para o debate” da reforma política.

Acontece que o tucano quer que as regras só passem a valer em 2018, indo totalmente em contrário a vontade do povo brasileiro que se manifestou pelo Brasil todo a favor de mudança política rápida e séria.

Aécio Neves demonstra mais uma vez que está longe de saber o que o País realmente precisa.