Os 14 ocupantes de helicóptero peruano foram achados mortos.

0
19

A polícia encontrou mortos os 14 ocupantes do helicóptero particular que desapareceu na quarta-feira (6) em uma cordilheira do sudeste do Peru, com 11 estrangeiros a bordo, informou neste sábado (9) o promotor encarregado do caso, César Guevara. 

“Estamos a caminho do local do acidente onde se encontram o helicóptero e os cadáveres, segundo me informou a polícia”, disse o promotor César Guevara, da provínvia de Urcos em Cusco (sudeste), em declarações por telefone ao canal N de televisão.

Mais cedo, socorristas da polícia reportaram ter avistado o helicóptero, sem informar se havia sobreviventes, segundo informações transmitidas à AFP pelo general Héctor Dulanto, chefe da polícia de Cusco no sudeste do Peru.

Destroços do avião são encontrados em área montanhosa na região de Hualla Hualla, na cordilheira andina. (Foto: AFP)Destroços do avião são encontrados em área montanhosa na região de Hualla Hualla, na cordilheira andina. (Foto: AFP)

Segundo o chefe de polícia, foi uma patrulha da unidade de salvamento de Alta Montanha da polícia que encontrou a aeronave perto do pico nevado Mamarosa, a 4.900 metros de altitude.

Na aeronave estavam 14 pessoas, entre elas 8 sul-coreanos, 1 holandês, 1 sueco e 1 tcheco, além de três peruanos (dois deles tripulantes), segundo a empresa HeliCusco, proprietária da aeronave.

O helicóptero, um Sikorsky S-58 ET, perdeu contato com a base na quarta-feira, na região de Hualla Hualla, entre os povoados de Ocongate e Marcapata, perto do nevado Apu Colque Cruz, enquanto voava entre Mazuco, no departamento (estado) de Madre de Dios, e Cusco.