Batida entre uma Van e uma Carreta deixa 7 mortos, 6 deles da mesma família. Vítimas da Van eram da região do Rio Doce

0
11

Um gravíssimo acidente na BR-381, em Oliveira, na região Centro-Oeste do Estado, deixou  sete mortos, sendo seis da mesma família, na madrugada desta quinta-feira (5), depois de uma batida frontal entre uma carreta e uma van. Uma pessoa teve ferimentos graves.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Autopista Fernão Dias, concessionária que administra a via, a batida aconteceu na altura do KM 605. Por motivo ainda não esclarecido, a carreta carregada de cimento, que seguia no sentido São Paulo, invadiu a pista contrária e colidiu com a van.

Com o impacto da batida, seis pessoas que estavam na van e o motorista da carreta, morreram na hora. Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada e ainda presta socorro aos feridos. Ainda segundo a PRF, a van tem placa de Claraval, no Sul de Minas.

O motorista ainda não teve condições de passar dados das vítimas, que ainda não foram identificadas. Ele ficou em estado de choque e foi encaminhado a um hospital de Lavras.

Por causa da batida, o trânsito ficou lento no sentido Belo Horizonte e o congestionamento  passou de três quilômetros. A van ficou totalmente destruída.

Vítimas da van são da região do Rio Doce

Conforme informações da Funerária Santa Cruz, que fez a remoção dos corpos, as vítimas da van são da cidade de São Sebastião do Maranhão, na região do Rio Doce. Cinco mulheres e um homem faleceram. No veículo foram encontrados vários brinquedos para crianças. No entanto, não havia nenhum menor no veículo.

As vítimas serão encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML) de Campo Belo. No entanto, a identificação será difícil, uma vez que, com a batida, alguns corpos foram arremessados e mutilados.

A Prefeitura de São Sebastião do Maranhão informou à reportagem de O TEMPOque as vítimas são moradoras da zona rural do município. Eles foram passear em Jundiaí, em São Paulo, e estavam retornando para casa.

Uma equipe da prefeitura, além de um vereador, que perdeu o cunhado na tragédia, estão a caminho de Oliveira. O prefeito Aguinaldo Ferreira Bessa afirmou que vai prestar assistência às famílias das vítimas.

Por coincidência, primo descobriu morte de carreteiro

O primo do carreteiro morto no acidente, identificado como Djair de Souza Coelho, de aproximadamente 40 anos, contou que descobriu a tragédia por coincidência ao passar pelo local da batida. “Meu primo carregou em uma fábrica de cimentos de Vespasiano, na Grande BH, e seguia para Campinas, em São Paulo. Ele estava acostumado a fazer esse trajeto”, contou o caminhoneiro Vinícius Souza.

O motorista disse que voltava de um evento no Sul de Minas quando se deparou com o acidente. “Liguei para a PRF e consegui a placa da carreta. Nesse momento descobri que se tratava do veículo usado pelo meu primo. É muito triste”, lamentou.

Lista de mortos

Dos sete mortos, apenas três foram identificados. Veja a lista:

Ana Rodrigues Carneiro, de 75 anos
Ana Guedes Gomes dos Santos, de 67
Djair de Souza Coelho, de aproximadamente 40 anos (carreteiro).

Fonte:www.otempo.com.br