Caminhoneiro dorme ao volante, bate em carro deixando 3 mortos, 2 eram professores.

0
8

br-381, professores

Motorista foi o único sobrevivente de acidente automobilístico na BR-381, próximo a Governador Valadares, na região do Rio Doce, que matou os três ocupantes de um Siena, dois deles, professores de cursinhos

Veículo ficou completamente amassado e precisou ser cortado para a retirada dos corpos

“Tudo leva a crer que o nosso motorista cochilou”, admitiu o gerente de logística do grupo Isofort, Wagner Amâncio, em entrevista exclusiva à reportagem de O TEMPO, na tarde desta terça-feira (17). O caminhoneiro é o único sobrevivente de um acidente automobilístico na BR-381, próximo a Governador Valadares, na região do Rio Doce, que matou os três ocupantes de um Siena, dois deles, professores de cursinhos.

O veículo da empresa que produz e distribui isopor estava vazio e seguia de Almenara, na região do Jequitinhonha, para Ipatinga, na região do Rio Doce, onde há uma filial da empresa, que tem sede em Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte.

“Eu conversei com o nosso motorista hoje (17( de manhã para saber como ele estava e também saber sobre o acidente. Ele contou que, quando assustou, o carro já tinha batido na lateral. Ele estava meio confuso, e disse que quando ele acordou o caminhão já estava fora da pista, caído em um desnível”, contou Amâncio.

O motorista R.A.P., de 52 anos, será encaminhado pela empresa para um psicólogo, para ver se ele terá condições de continuar trabalhando. Ele ainda não foi intimado pela Polícia Civil, que vai investigar o acidente, para prestar depoimento. Após a batida, o caminhoneiro foi liberado e recusou o atendimento médico. Nesta manhã, ele sentiu dores pelo corpo e procurou um hospital por conta própria.

Segundo Amâncio, o funcionário possui 25 anos de carteira de motorista e há três trabalha na Isofort. Esse foi o único acidente envolvendo o caminhoneiro.

Fonte:www.otempo.com.br