Jovem baleado em assalto tem morte cerebral.

0
11

Apesar de toda comoção, todas as orações e manifestações de energias positivas, Rodrigo Augusto de Castro (28) teve seu quadro de saúde agravado pouco mais de 24 horas após ser baleado na cabeça durante um assalto em Conselheiro Lafaiete.

Rodrigo estava com a namorada numa lanchonete, após sair de uma danceteria, quando por volta de 5h da manhã desse sábado 06/04, dois homens que estavam numa moto invadiram o local anunciando o assalto. Armados com escopetas (segundo testemunhas)  eles roubaram o dinheiro do caixa e fizeram um arrastão roubando objetos dos clientes.

Amigos disseram que Rodriguinho pediu para tirar o chip do celular antes de entregá-lo ao assaltante. Mas, devido a seu movimento, o bandido reagiu e atirou nele, na cabeça.

Inicialmente a vítima foi levada para o Hospital e Maternidade São José em Lafaiete, e posteriormente transferida de helicóptero para o Hospital João XXIII em Belo Horizonte em estado muito grave. Na manhã deste domingo (7) a  família foi informada pelos médicos de sua morte cerebral.

Amigos confirmaram ao Fato Real, que órgãos de Rodrigo serão doados, já que esta era sua vontade já manifestada aos parentes em vida.

Tragédia familiar

O histórico de vida de Rodrigo Augusto de Castro traz uma tragédia familiar. Em dezembro de 2008 ele perdeu os pais (Bete e Toninho)  e os dois irmãos (Léo e Tiago) em um acidente de carro na BR 040.

Rodrigo tinha 28 anos e atualmente estava morando em Ouro Preto, onde trabalhava.

Até a manhã deste domingo os bandidos que assaltaram a lanchonete não tinham sido presos.

Revolta e indignação

O assalto e a consequente morte da vítima repercutiram  muito na cidade neste sábado. Amigos de Rodrigo se manifestaram pelas redes sociais e foram muitos os comentários sobre o ocorrido na matéria publicada no Fato Real. Clique aqui e veja as manifestações.

FONTE