Em noite de Bernard, Atlético derruba o Sport e consolida liderança.

0
5

O Atlético não tomou conhecimento do Sport e venceu por 4 a 1, de virada, em plena Ilha do Retiro, na noite deste sábado (21). Com a goleada, o Galo se consolidou na liderança do Brasileiro com 28 pontos. De quebra, alcançou a sexta vitória seguida com o melhor ataque do campeonato. Em noite inspirada de Bernard, que marcou um gol de placa e ajudou em outros dois, Danilinho, Jô e Ronaldinho decretaram a vitória. Gilberto fez o gol do Leão.

FOTO: AGÊNCIA ESTADO
Atlético saiu perdendo, mas construiu vitória com atuação marcante de Bernard

Os trinta primeiros minutos desanimaram o torcedor atleticano. Sem consistência no toque de bola, o Galo errava muito e abusava do chutão, num futebol distante do que se espera de quem lidera o campeonato. Jô, sozinho na área, reclamava da falta de criação dos companheiros. De quebra, os volantes não conseguiam segurar os avanços do Sport pelas pontas.

Empurrado pela torcida, o Sport arriscava jogar no 4-3-3, com destaque para Marquinhos Gabriel, mas errava o último passe enquanto Victor apenas assistia. Aos 19, o goleiro atleticano perdeu o tempo da bola ao tentar abafar um cruzamento e Gilberto perdeu chance clara para marcar.

Ilha do Retiro comemora primeiro

Aos 25, Leandro Donizete, que entrou pendurado, fez falta dura em Felipe Menezes e recebeu cartão amarelo. Perdido em campo, o Atlético viu o Sport abrir o placar. Após rápida troca de passes na direita, Cicinho cruzou para a pequena área e Gilberto, sem obstáculos, empurrou para o fundo das redes. Leão 1 a 0.

Empate quando o Sport crescia

Irreconhecível até então, o Atlético assimilou o golpe rapidamente. Um minuto depois, Magrão foi obrigado a cortar com os pés antes de Bernard receber livre na meia-lua.

Aos 33, Bernard avançou bem pelo meio e tocou para Ronaldinho, que apenas figurava em campo. O camisa 49 bateu prensado, Magrão rebateu e a bola sobrou para Danilinho, livre, empatar. Quarto gol do camisa 7 no Brasileiro.

O Sport, que aos trancos comandava a partida, rapidamente se abateu. Sem conseguir prender a bola, o time pernambucano viu o Atlético trocar passes com mais calma e chegou a ficar dez minutos sem chegar à meta atleticana. Mas nem tudo se resolveu para o Atlético: aos 43, Jô recebeu livre na ponta direita e, sozinho, mandou para fora. Enquanto deixava o campo, o camisa 32 admitia a sonolência do time. “Começou um pouquinho lentos na transição de bola”, definiu.

Bernard, o dono do jogo

O futebol também demorou a aparecer no segundo tempo. Nos dez primeiros minutos, Felipe Azevedo e Reinaldo, pelo Sport, quase acertaram os holofotes da Ilha do Retiro em tentativas de finalização.

O semblante irritado de Cuca, à beira do gramado, durou pouco tempo. Pelos pés de Bernard, o Atlético se reencontrou para selar a sexta vitória seguida – sequência que não alcançava desde 1986. Depois da mexida equivocada de Vagner Mancini – que tirou Marquinhos Paraná para acionar o atacante Gilsinho – o Sport se abriu.

Aos 15, Bernard lançou Ronaldinho em profundidade com precisão. O camisa 49 teve tranquilidade para entrar na área e se aproveitou da indecisão do zagueiro Edcarlos para colocar no canto de Magrão.

Cinco minutos mais tarde, Bernard recebeu na esquerda, deixou Moacir na corrida e cruzou com precisão. Jô, de testa, ampliou para o Atlético. A vitória estava garantida.

Mas o lance decisivo de Bernard ainda surgiria aos 27. A bola sobrou para o garoto de frente para o gol, após rebatida da defesa. Por cobertura, com consciência, Bernard marcou para decretar a goleada fora de casa. Um verdadeiro gol de placa. Exausto, o meia deu lugar a Guilherme e só esperou pelo apito final para comemorar a atuação marcante.

otempo.com.br