Angelina Jolie participa do lançamento de campanha contra abuso sexual.

0
10

Atriz  durante o lançamento de uma campanhacontra o abuso sexual em zonas de guerra (Dan Kitwood / POOL / AFP)

A atriz americana Angelina Jolie, que em seu primeiro filme como diretora relata uma história de amor e violência durante o conflito na Bósnia, participou na noite desta terça-feira (29) do lançamento de uma campanha britânica contra o abuso sexual em zonas de guerra.

Os britânicos querem criar uma equipe de médicos, advogados, policiais, psicólogos e especialistas que deve ser enviada aos locais para coletar depoimentos de vítimas da violência, fornecer apoio a missões das Nações Unidas e treinar as autoridades dos países envolvidos.

O filme de Angelia Jolie, “In The Land of Blood and Honey”, filmado em 2010, será exibido durante o lançamento da campanha pelo ministro das Relações Exteriores, William Hague.

O filme conta a relação de amor de uma jovem muçulmana com um sérvio que ficam em lados opostos após a eclosão do conflito na Bósnia (1992-95). O longa-metragem mostra a realidade de uma guerra travada sobre os escombros da antiga Iugoslávia, marcada pelas operações de “limpeza étnica” e abusos sistemáticos.

“A violência sexual é uma questão central na prevenção de conflitos e na construção da paz no mundo”, ressaltou William Hague.

De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, de 20.000 a 50.000 mulheres foram estupradas na Bósnia-Herzegovina entre 1992 e 1995; e entre 50.000 e 64.000, em Serra Leoa durante a guerra civil (1991-2002).

“As contas terríveis de estupro na Síria estão começando a emergir”, afirmou o ministro.

O Reino Unido tem como missão encorajar as vítimas para testemunhar e desenvolver mais procedimentos durante a sua presidência do G8.

Angelina Jolie, que é embaixadora da boa vontade do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), visitou em várias oportunidades zonas de conflito, como Iraque, Darfur (Sudão) e Líbia.